Valsa

 

Clássico dos clássicos

 

Um pouco de história

(do alemão Walzer) é um gênero musical de compasso ternário, ou então binário composto (embora muitas vezes, para facilitar a leitura, seja escrita em compasso ternário). As valsas foram muito tocadas nos salões vienenses e muito dançada pela elite da época.1 A valsa surgiu na Áustria e na Alemanha.

 

Estilos de Valsa

Como disse no iní­cio do texto, a valsa foi tão bem absor­vida e modi­fi­cada nos povos, que exis­tem deze­nas de esti­los. Ficaria muito maçante expli­car sobre as dife­ren­ças do ponto de vista da téc­nica de dança. Por isso, res­trin­gi­rei ape­nas em citar alguns estilos:

 

• Valsa Vienense: A dança é rápida, ele­gante e leve.

• Valsa Lenta (Boston Waltz ou Valsa Inglesa): Elegante, dis­creta, exige grande dis­ci­plina e boa téc­nica. É carac­te­ri­zada pela mudança de ritmo, exis­tên­cia de pau­sas e fermatas.

• Valsa Argentina ou Valsa-tango: Estilo com­bi­nado, que mes­cla ele­men­tos do tango e da valsa.

• Valsa Figurada: Caracterizada pela exe­cu­ção rígida de ele­men­tos em figuras.

• Cross-Step Waltz: Tempo lento e carac­te­ri­zada pelo pri­meiro passo sendo cru­zado em ambos os dançarinos.

• Valsa Escandinava: Pode ser deva­gar ou rápida, mas é carac­te­ri­zada pelos dan­ça­ri­nos esta­rem sem­pre em rotação.

• Contra Waltz: Usa tanto a posi­ção fechada quanto a aberta, e incor­pora ele­men­tos de outros rit­mos mais moder­nos, como o swing, o jive e a salsa.

• Cajun Waltz: É dan­çada pro­gres­si­va­mente ao redor do salão e é carac­te­ri­zada pela osci­la­ção sutil dos qua­dris e pas­sos muito perto da cami­nhada comum. É dan­çada intei­ra­mente na posi­ção fechada.

 

Confira a grade de horários para as aulas de dança de salão.